terça-feira, 7 de setembro de 2010

Pregação da Cruz de Cristo

Adaptação da mensagem: Os Ofícios de Cristo na Pregação da Cruz – Conrad Mbewe

Wagner Veríssimo Ancelmo

Irmãos,

Atualmente temos visto grandes problemas dentro da Igreja, e quando falo Igreja não estou me restringindo a Igreja Batista da Liberdade em Araraquara, me refiro a Igreja de Cristo espalhada no mundo e em diversas denominações. Igrejas levantando bandeiras por causa de diversas doutrinas, criando grandes divisões por seguir diversos ensinamentos de diversos líderes.

E isto não é algo novo, na Bíblia encontramos exemplo de pessoas que estavam seguindo ensinamentos de homens. Isto está relatado em I Coríntios 1.12, onde certos membros diziam que eram de Paulo, outros de Apolo, outros de Cefas (Pedro) e por fim alguns de Cristo.

Esta noite o que Deus colocou no meu coração e no meu entendimento, é que nós voltemos para mensagem da Pregação da Cruz de Cristo, uma mensagem que está sendo negligenciada por muitos membros (alguns se esqueceram e outros ainda não compreenderam).

Abram suas bíblias em I Coríntios 1.18 e vai até 2.5

18 - Certamente a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de Deus. 19 - Pois está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, e aniquilarei a inteligência dos entendidos.

20 - Onde está o sábio? Onde o escriba? Onde o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria do mundo?

21 - Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não conheceu por sua própria sabedoria, aprouve a Deus salvar aos que crêem pela loucura da pregação.

22, 23, 24 - Porque tanto os judeus pedem sinais, como os gregos buscam sabedoria; mas nós pregamos Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios; mas para os que foram chamados, tanto judeus como gregos, pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus.

25 - Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens, e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.

26, 27, 28, 29 - Irmãos, reparai, pois, na vossa vocação; visto que não foram chamados muitos sábios segundo a carne, nem muitos poderosos, nem muitos de nobre nascimento; pelo contrário, Deus escolheu as cousas loucas do mundo para envergonhar os sábios, e escolheu as cousas fracas do mundo para envergonhar as fortes; e Deus escolheu as cousas humildes do mundo, e as desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são; a fim de que ninguém se vanglorie na presença de Deus.

30, 31 - Mas vós sois dele, em Cristo Jesus, o qual se nos tornou da parte de Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção, para que, como está escrito: Aquele que se glorie, glorie-se no Senhor.

2.1 - Eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fiz com ostentação de linguagem, ou de sabedoria.

2.2 - Porque decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo, este crucificado.

2.3 - E foi em fraqueza, temor e grande tremor que eu estive entre vós.

2.4, 5 - A minha palavra e a minha pregação não consistiram em linguagem persuasiva de sabedoria, mas em demonstração do Espírito e de poder, para que a vossa fé não apoiasse em sabedoria humana; e, sim, no poder de Deus.

Enfim, para que não haja seguidores de homens devemos pregar a Cruz de Cristo, desta forma estaremos nos centrando no que realmente faz sentido para toda a Bíblia, não devemos ficar gastando tempo com certas coisas que não irão acrescentar em nada, e sim só causar divisões.

A pregação da cruz de Cristo é suficiente para tratar tanto os pecadores quanto os salvos.

O apóstolo Paulo entendeu isto, e quando ele fala o no versículo 2.2 “porque decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado”. O apóstolo Paulo estava nos ensinando que a mensagem da cruz é o que importa.

Este texto que acabamos de ler, possui diversos ensinamentos, porém vamos nos concentrar na mensagem principal, que é a Pregação da Cruz de Cristo.

Charles Spurgeon, Conrad Mbewe, entre outros homens de Deus. Enfatizaram em seus ministérios que deveríamos aprender a Bíblia de uma forma que contemplemos a Cruz de Cristo. E isto é um fato porque quando lemos o antigo testamento vemos que tudo aponta para Cristo, para sua crucificação, para o significado que isto teria dentro do Plano de Deus.

Um exemplo de nossa dificuldade é entender a mensagem da cruz, é que quando olhamos para Jesus Cristo no seu ofício de Salvador deveríamos enxergar a operação Dele: de Profeta, Sacerdote e Rei. Porque se não conseguirmos enxergar isto de maneira genuína, verdadeira, autêntica. Estaremos roubando de nós mesmo o contentamento que poderíamos ter em Cristo e Este Crucificado.

Vamos verificar estes três ofícios de Jesus Cristo, na Cruz:

O Profeta na Cruz

“Enquanto Jesus esteve na cruz, estava nos ensinando. Estava operando como Aquele que é a própria verdade. Não há dúvida de que aprendemos que Jesus veio ao mundo como Profeta nos ensinando acerca de Deus” (Conrad Mbewe).

Porém não podemos achar que seus ensinamentos se resumem ao tempo que Ele viveu em forma humana, ensinando as pessoas da época Dele. Jesus Cristo nos ensina até hoje, somente através Dele que temos uma melhor compreensão da Bíblia.

E na sua crucificação vemos pelo menos dois grandes ensinamentos:

  • A Justiça de Deus (v. 1.30-31);
  • E a Sabedoria de Deus (v. 1.22-24);

Será que conseguimos enxergar através da CRUZ DE CRISTO, a JUSTIÇA DE DEUS?

A bíblia nos ensina em diversas passagens que o nosso Deus é Justo, é Santo e que Ele odeia o pecado, alguns exemplos:

  • No Jardim do Éden vemos a justiça de Deus expulsando Adão e Eva porque pecaram;
  • Na época de Noé vemos Deus exterminando a humanidade, com exceção da família de Noé, por causa do pecado;
  • Deus fez chover fogo do céu, por causa do pecado de Sodoma e Gomorra, consumindo as duas cidades e vizinhas também, mostrando assim a sua Justiça;

“MAS QUERO DIZER QUE ISSO QUE VIMOS NÃO É NADA QUANDO COMPARAMOS AO FILHO DE DEUS PENDURADO NAQUELA CRUZ” (Conrad Mbewe).

  • Nem mesmo o inferno pode-se comparar com a cruz de Cristo, porque no inferno estão apenas às criaturas de Deus;

Agora na Cruz está pendurado o próprio Criador, “e o próprio fato de que o Filho de Deus é identificado com o nosso próprio pecado faz com que Deus Pai derrame sua ira sobre Ele, sobre Jesus Cristo” (Conrad Mbewe).

Éramos nós que deveríamos ter morrido para satisfazer a IRA DE DEUS, porém somos imperfeitos, nascemos com o pecado, seríamos ovelhas com mancha, seríamos ovelhas maculadas. E isto não serve para Deus, por isso que Deus providenciou alguém sem pecado para se fazer pecado por nós.

Isto é suficiente para que nós mudássemos de pensamento ao pensar que Deus faz “vista grossa” ao pecado.

  • Deus nunca fará isto;
  • Deus odeia o pecado;
  • Deus tem que punir o pecado;

E isto vimos acontecendo com o próprio filho de Deus ao pagar o preço pelo pecado, na Cruz.

Então se Deus Pai, puniu Jesus Cristo, por causa de nossos pecados. Você acha que com você e comigo será diferente, o tratamento será mais dócil. Se você em vez de se arrepender de seus pecados, você fica os alimentando-os.

Agora sobre a SABEDORIA DE DEUS, será que conseguimos enxergar a Sabedoria de Deus através da Cruz de Cristo?

Um tempo atrás ouviu a seguinte frase: “O plano de Deus para humanidade deu errado, e por isso Ele teve que sacrificar a Jesus Cristo para corrigir este erro”. Grande tolice. Deus nunca é pego de surpresa. Deus sabe muito bem o que Ele faz.

Quando olhamos para Cruz de Cristo, vemos que Jesus Cristo sendo a própria sabedoria de Deus.

A crucificação de Jesus Cristo resolveu um enorme problema, porque temos de um lado um Deus santo e justo e que se opõe ao pecado e a quem vive praticando, e se olharmos para a Bíblia verá que ela está repleta de exemplos de como Deus trata o pecado e o pecador.

Porém Deus trouxe um mistério para nós, porque Jesus Cristo se tornou maldito por nós (Gálatas 3.13), se fez pecado por nós (II Coríntios 5.21), sendo Ele Deus. E por isso que a Cruz de Cristo é algo extraordinário, porque este Deus Santo, Justo e Sábio, demonstrou um amor tão grande, que nós mesmos não compreendemos direito.

Por isso que a mensagem da Cruz é importante quando conseguimos compreender um pouco sobre ela vemos que tudo deve estar centralizado em Jesus Cristo. Quando o apóstolo Paulo compreendeu isto ele decidiu centralizar o seu ensinamento ao redor da cruz de Cristo, porque a cruz é a revelação poderosa da natureza de Deus.

O Sacerdote na Cruz

O segundo ofício de Jesus Cristo é Dele como sendo Sacerdote.

E para nós não termos uma vaga noção do significado de Cristo sendo sacerdote naquela cruz. Temos que ir para o Antigo Testamento e procurar entender o real significado de sacerdócio. Quando o povo judeu levava os animais para serem sacrificados pelo Sacerdote. Este povo ficava esperando ouvir do Sacerdote que eles podiam voltar para suas casas em paz, porque Deus havia se agradado do sacrifício feito.

Os judeus do Antigo Testamento criam que o Deus eterno é um Deus santo, é um Deus justo, e que eles jamais poderiam ter a mais vaga esperança de ser aceito por esse Deus enquanto permanecesse no pecado. Pois o pecado, a culpa significa morte. (Conrad Mbewe)

E a pergunta que fica é: Como um homem pode ser justificado aos olhos de Deus?

A reposta para esta pergunta se encontra na Cruz de Cristo, porque os animais sacrificados no antigo testamento não passavam de figuras, ilustrações. Porém o Filho de Deus morreu, Jesus Cristo pagou o preço, derramou Seu sangue. E desta forma a ira de Deus que pairava sobre nossas cabeças agora foi apaziguada na morte de Cristo Jesus, os nossos pecados foram postos sobre Jesus Cristo, carregando sobre Si a conseqüência completa desses pecados.

E quando olhamos para a cruz, nós podemos dizer: ali estaria eu, se não fosse à graça de Deus. Se não fosse este tão grande amor. Na cruz Jesus Cristo agiu em nosso lugar. É nesta obra maravilhosa de Jesus Cristo que devemos encontrar nosso descanso, pois eu tinha uma dívida que não podia pagar, porém Jesus Cristo pagou completamente por mim.

E agora da mesma forma que os Judeus do antigo testamento voltavam para suas casas depois do sacrifício feito pelo Sacerdote. E eles voltavam cantando louvores a Deus, nós agora podemos fazer isso mil vezes mais, porque ali na cruz vemos aquele que morreu por nós.

O Rei na Cruz

O terceiro ofício de Jesus Cristo é Dele como Rei.

Enquanto Jesus Cristo estava na cruz – Ele nos ensinou a respeito de Deus – como profeta. Ele estava nos redimindo – como sacerdote. E agora Jesus Cristo estava nos libertando – como Rei.

Em Hebreus 2.14-15 diz:

“Visto, pois, que os filhos têm participação comum de carne e sangue, deste também ele, igualmente, participou, para que, por sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo, e livrasse a todos que, pelo pavor da morte, estavam sujeitos à escravidão por toda vida.”

Jesus Cristo na cruz destruiu aquele que mantinha as pessoas nas suas algemas, destruiu o poder de Satanás, tirando o domínio de Seu povo de Satanás.

Jesus Cristo nos libertou do pecado como Rei, e a pergunta é porque voltamos para pecado? Porque amamos mais o pecado do que fazer a vontade Deus? Será que entendemos o Jesus Cristo fez por nós na Cruz?

Em Colossenses 2.13-15 diz:

“E a vós outros, que estáveis mortos pelas vossas transgressões, e pela incircuncisão da vossa carne, vos deu vida juntamente com ele, perdoando todos os nossos delitos; tendo cancelado o escrito da dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na cruz; e, despojando os principados e as potestades, publicamente expôs ao desprezo, triunfando deles na cruz.”

Jesus Cristo triunfou na Cruz.

Por isso que existe salvação através da cruz de Cristo, porque através de Cristo, que nós nos convertemos, que nós somos santificados, que nós seremos glorificados. Devemos amar a Deus sobre todas as coisas, devemos amar a mensagem da Cruz, devemos procurar centralizar a nossa vida em torno de Jesus Cristo. Pois Ele é o único que pode nos Salvar de ir para o Inferno, é o único que pode nos libertar de todo e qualquer pecado. Somente em Jesus Cristo acharemos descanso para a nossa vida.

Conclusão

Concluindo, quando nós não conseguimos enxerga estes aspectos apresentados na cruz de Cristo.

- Que Jesus Cristo é profeta nos ensinando a certa de Deus;

- Que Jesus Cristo é sacerdote nos redimindo do pecado;

- Que Jesus Cristo é rei, libertando nós da escravidão do pecado;

Certamente cairemos em heresias, certamente viveremos de forma medíocre, não saberemos o que é ter a Paz que excede todo o entendimento, não saberemos o que é alegria. Porque estaremos escravos do pecado, vivendo uma vida que irá nos levar para o Inferno. Provavelmente estaremos seguindo os nossos conselhos ou seguindo a homens.

Quando vivemos longe da Cruz de Cristo certamente nós nos achamos que somos mais sábios do que Deus. O que eu aprendi durante a minha jornada na Terra tem mais lógica do que é a mensagem da Cruz. Porque para crer em Jesus Cristo temos que ter Fé, e isto é um dom de Deus, um presente de Deus. Senão isto tudo se torna loucura.

Irmãos devemos nos esforçar e centralizar a nossa vida na cruz de Cristo. Devemos procurar estudar a Bíblia através de Cristo Jesus, porque somente Jesus Cristo dá sentido às diversas doutrinas, ensinamentos que se encontra na Bíblia; somente Jesus Cristo irá nos dar uma vida abundante, uma vida próspera, uma vida que faz sentido.

Devemos fazer o que está escrito I Coríntios 2.5 que a nossa fé não se apóie em sabedoria humana, em ensinamentos humanos e sim somente no poder de Deus, em quem Ele é e o que Ele faz.

Amém.

0 comentários:

Postar um comentário